quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Conhecendo o Paraná - Morretes (parte 2/2)

  Oiii!

  Agora sim, finalizo este post da viagem de jan/2012 ao Paraná, falando sobre o passeio de trem para Morretes.

* Ver primeira parte da viagem: Curitiba =)

Morretes - PR

   As passagens foram compradas em Sampa mesmo, pelo site da empresa Serra Verde Express. A passagem de ida Curitiba - Morretes saiu por R$ 69,00 e a de volta Morretes - Curitiba por R$ 50,00. Paguei as passagens através de depósito bancário, mas eles aceitam cartão de crédito e parcelam em até 6x (contato feito via e-mail pela minha irmã Talita).


  Tarifas (apenas $ e cartão)


TIPOS DE VAGÃOIDAVOLTA
ADULTOCRIANÇAADULTOCRIANÇA
EconômicoR$ 65,00R$ 46,00
TurísticoR$ 84,00R$ 54,00R$ 65,00R$ 44,00
ExecutivoR$ 123,00R$ 58,00R$ 86,00R$ 48,00
Litorina de LuxoR$ 270,00R$ 189,00R$ 270,00R$ 189,00
Camarote 4 lugaresR$ 376,00R$ 256,00
Camarote 8 lugaresR$ 752,00R$ 512,00
Litorina StandardR$ 203,00R$ 73,00R$ 203,00R$ 73,00
* informações extraídas do site da Serra Verde Express.


  Retiramos as passagens no dia do passeio mesmo. O trem sai as 8h15 de Curitiba, quase perdemos, porque chegamos lá as 8h16! Ligamos pedindo para o pessoal esperar porque estávamos a caminho, foi uma loucura!!! Mas, deu tudo certo =) 


  Passeios (horários de saída e chegada)


DIA DA SEMANASAÍDA DE CURITIBACHEGADA NO MARUMBICHEGADA EM MORRETESCHEGADA EM PARANAGUÁSAÍDA DE PARANAGUÁSAÍDA DE MORRETESCHEGADA NO MARUMBICHEGADA EM CURITIBA
Segunda08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00
Terça08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00
Quarta08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00
Quinta08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00
Sexta08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00
Sábado08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00
Domingo08:1510:3511:15xx15:0015:4018:00

* informações extraídas do site da Serra Verde Express.


   O passeio para Paranaguá está temporariamente inativo.


  Vagões

  O passeio pode ser feito em 3 tipos de vagões:

  - econômico: sem serviço.

  - turístico: classe intermediária, com kit lanche (com água ou refri) e guia (português).

  - executivo: kit lanche mais encorpado (com água, refri e cerveja), janelas maiores e guia bilíngue. 

Kit lanche (vagão turístico)

  No site, tem outras informações mais completas sobre outros vagões, tem até um que é camarote e comporta 8 pessoas.

  Nossa escolha para ir até Morretes, foi o turístico, porque no econômico as cadeiras são beeem fraquinhas e não tem estofado, além disso, não tem guia (que durante o passeio foi muito útil, explicou tudo, nome de cachoeiras, barragem...)  e o pior, não tem lanche :(

A caminho de Morretes

Trem decorado

Em Morretes

  Queríamos fazer um passeio bacana e sem gastar muito. O vagão turístico coube no nosso orçamento, não perdemos nenhuma explicação importante durante o trajeto e o percurso foi mais confortável.

  Foram 3 horas de viagem, comendo, admirando a descida da Serra do Mar, ouvindo curiosidades...

  A vista do lado esquerdo do trem é melhor, mas não é possível escolher os lugares, portanto, se sentar do lado direito como eu, peça licença para alguém e bata fotos do outro lado ^.^

  A estrada de ferro foi inaugurada em 1890, são 110 km de Serra do Mar. O trem passa por 13 túneis e algumas pontes e corta a Mata Atlântica. A estrada de ferro é uma das mais antigas do Brasil e que ainda está em funcionamento.



Barragem
















 
   
   






  Um dia em Morretes

  Morretes é uma cidade histórica e litorânea. Foi fundada em 1733 e seus casarões bem conservados, abrigam museus.

  Muitos esportes radicais são praticados em Morretes, como saltos, trekkings, bóia-cross...

  O Rio Nhundiaquara dá todo um charme para a cidade pacata. Além de atrações culturais e radicais, o que não falta em Morretes são lojinhas de artesanato. Espalhadas pelo centro histórico, as lojinhas vendem artesanatos de todos os tipos e vendem até biquínis para quem quiser se refrescar no rio.


Estação




Rio Nhundiaquara

Coreto


Igreja Nossa Senhora do Porto


  
  Chegamos em Morretes as 11h15, demos uma voltinha pelo centrinho e fomos almoçar.

  Paramos no Restaurante Casarão, claro que pedimos o prato típico local, o Barreado.




Vista do restaurante - Rio Nhundiaquara



  Qual foi minha surpresa, quando o garçom chega com os ingredientes e nós é que tivemos que montar o prato. Seguimos as instruções no papel que estava a mesa:

  - 2 colheres de farinha de mandioca, cobrindo o fundo do prato.
  - 1 concha do caldo, misturar bem fazendo o pirão escaldar/cozinhar a farinha.
  - sobre o pirão, colocar 1 concha de carne do Barreado e misturar bem. 
  - adicionar banana em rodelas.
  
Antes do Barreado, frutos do mar


  Nossa, o Barreado é muito duro, virei o prato e ele não caiu! rsrs. É um prato gostoso e diferente, só não adicionei banana porque não gosto. O legal deste restaurante é isso, você faz seu prato, os ingredientes vem separados e você prepara, bem criativo.

  Endereço: Largo Dr. José Pereira, 25 - Centro Histórico.


Meu Barreado! hehe


  Saindo do restaurante, andamos mais um pouco pela cidade e paramos na Sorveteria Bola de Neve, porque o calor estava de matar!!!


  Endereço: Visconde do Rio Branco, 61.


Coco, morango, uva e besteirinhas >.< 

  O dia na cidade foi uma delícia, mas, as 15h tivemos que voltar para a estação rumo à Curitiba :)
  








  Esse passeio é de deixar qualquer turista encantado! Me arrependi de não ter feito duas coisas: não ter voltado de van pela Estrada da Graciosa e não ter ido visitar Antonina. Dizem que a paisagem pela estrada é linda e a subida bem mais rápida, por volta de 1h40 . Fica para a próxima!


  Informações:
  DDD: 41
  Curitiba - Morretes: 80 km (acesso BR-277 ou BR 116 e Estrada da Graciosa).
  São Paulo - Morretes: 408 km (acesso BR 116).


  Até mais!!!


  Thais 

Nenhum comentário:

Postar um comentário