sábado, 5 de outubro de 2013

Segunda vez nos EUA: Filadélfia (parte 3/3)

  Voltei para finalizar o post sobre minha segunda viagem aos "States". Esta viagem foi dividida em três partes (ver outras duas: NY parte 1/3 Washington D.C parte 2/3).

  Fizemos (marido e eu) esta viagem/passeio em outubro/novembro de 2011. Ficamos hospedados em NY, mas realizamos dois passeios de trem, um para Washington D.C e outro para Filadélfia.

Museu de Arte Moderna da Filadélfia (e estátua do Rocky Balboa)



Casinhas fofas da Filadélfia com decoração de Natal ^.^

  Chegamos na 30th Street Amtrak Station por volta das 20h. Já havíamos reservado aqui no Brasil uma diária no Sheraton Hotel, localizado na 3549 Chestnut Street. Passamos apenas uma noite, no fim do dia seguinte, voltamos para NY. 


30th Street Amtrak Station

  O Sheraton Hotel é completinho, tem piscina, academia, um ótimo restaurante e a diária foi super barata (não lembro quanto). O quarto é bem grande e bem arrumadinho, tudo muito limpinho, uma graça ^.^


Como sempre, a baguncinha básica!!! rsrs




  Filadélfia é a capital do estado da Pennsylvania, além de ser uma cidade encantadora, limpa, organizada e com muito verde, é uma cidade histórica! Como nosso tempo foi curto, apenas um dia, visitamos somente alguns dos pontos turísticos da cidade.


  Museu de Arte da Filadélfia

  É óbvio que para quem curte os filmes de Sylvester Stallone, o Museu de Arte da Filadélfia é parada obrigatória, por ter sido cenário do filme Rocky.



  No canto da escadaria do museu, está localizada a estátua de bronze do Rocky Balboa. Claro que eu pirei, amo os filmes do Rocky e estar lá no museu e ver de perto a estátua e o cenário do filme (a fachada do museu e a avenida Ben Franklin Parkway) é maravilhoso!




  Nos filmes, Stallone finaliza seus treinos subindo os 71 degraus do museu, tendo como trilha sonora a música "Gonna Fly Now". Por esse motivo, a escadaria é conhecida como Rocky Steps ou Degraus do Rocky. 

  Na parte de cima, tem-se uma belíssima vista panorâmica da Ben Franklin Parkway, ah, tem também a marca do tênis do Rocky na entrada do museu!

The Rocky Steps

Pegadas do All Star do Rocky

Benjamin Franklin Parkway


  O museu foi criado em 1876 e dentre as obras que compõe seu acervo, estão as dos artistas Van Gogh, Cézanne, Picasso, Monet.

  O museu é bem bacana, também sou suspeita pra falar né, se eu for visitar um lugar e não conhecer pelo menos um museu eu fico muuuito triste :(  rsrsrs.


  Endereço: 2600 Benjamin Franklin Parkway.

  Valor: adultos: $ 20, idosos: $ 18, estudantes e jovens de 13 à 18 anos: $ 14 e crianças menores de 12 anos: grátis.

  Funcionamento: de terça à domingo, das 10h às 17h (quarta e sexta fecha às 20h45). Fechado às segundas.


"The Japanese Footbridge" de Monet, 1899






  Eastern State Penitentiary

  Pois é gente, alguns vão dizer: pra quê visitar presídio? Além de amar viajar, conhecer novos lugares e novas culturas, sou historiadora. Museus e presídios não passam despercebidos nos meus roteiros! rsrsrs.

  Não poderia ir pra Filadélfia e não visitar o Eastern State Penitentiary: a primeira penitenciária do mundo! 

  O presídio foi inaugurado em 1829 e contava com celas completinhas, contendo duchas, sanitários e aquecedores centrais, revolucionário para a época. Muitos países copiaram esse modelo da Filadélfia.

  A estrutura foi projetada pelo arquiteto britânico John Haviland. Ele desenhou 7 alas contendo as celas individuais, saindo de um ponto central. Cada ala tinha um pátio para que os presos tomassem sol. O legal é ver que as  alas se encontram no centro do presídio e isso dificultava os detentos de terem uma ideia de como era a estrutura do local.

  Fizemos uma visita monitorada e a penitenciária é sinistra!!! Al Capone ficou um tempo por lá e sua cela está praticamente intacta! Se não me engano, duas alas estão fechadas, pois o prédio é muito antigo e estas alas oferecem riscos.

  Como os presos ficavam totalmente isolados, muitos se dedicavam as artes, há pinturas e esculturas em algumas celas. 

  Ah, como todos os lugares dos EUA, lá também tem uma lojinha bem bacana (comprei postais porque sou viciada em postais!!! rsrs).

  Endereço: 2027 Fairmount Avenue.

  Valor: $ 14 adultos, $ 12 idosos, $ 10 estudantes e crianças de 7 à 12 anos.

  Funcionamento: todos os dias, das 10h às 17h (entrada até às 16h). Fechado nos principais feriados.



A entrada já é sinistra!

Ponto central que leva às alas





O gatinho branco que não sai de lá  =^.^=

Escultura feita pelos antigos "moradores"

Cela do Al Capone

Área hospitalar


  Restaurante: Little Pete's

  Quando a minha fome começa a apertar, eu como em qualquer lugar!

  Estava na hora do almoço e sem nenhuma indicação de restaurante bom por perto, resolvemos arriscar um de aparência não muito boa, o Little Pete's.

  O restaurante estava até movimentado, muitos comendo ovo frito com torradas, mas, eu queria mesmo comida!

  Na dúvida do que comer, sempre peço macarrão porque não tem erro! Pedimos uma salada italiana e um espaguete com filé empanado. Não estava uma delícia, mas deu para comer numa boa.

  Como já comi em lugares piores, o restaurante quebrou o galho, matou minha fome e o melhor: saiu uma pechincha! Não lembro quanto pagamos, mas saiu muito barato! 

  Endereço: 219 S. 17th Street.



Saladinha italiana

Macarrão com filé empanado

  Old City (Cidade Velha)

  Liberty Bell 

  Pra quem ama história, ir até a Filadélfia é um prato cheio, pois lá foi assinada a Independência dos Estados Unidos e também a Constituição, além de ter sido a primeira sede do governo.

  Assim que chegamos no Independence National Historical Park, fomos visitar o Liberty Bell. O sino foi feito pela empresa londrina Whitechapel Bell Foundry (empresa que também fez o Big Ben) à 250 anos atrás.

  Na primeira badalada o sino rachou e mesmo rachado, ele teve um papel muito importante no processo de independência dos EUA: em 4 de julho de 1776 - seu toque até hoje lembrado - convocou a população para a leitura da Declaração da Independência.

  O sino se encontra no Liberty Bell Center e a entrada é gratuita.

  Endereço: Market Street, entre a 5th e a 6th Streets.

  Horário: diariamente, das 9h às 17h (os portões de segurança fecham às 16h55).
  
Liberty Bell


Exposição ao ar livre que fala sobre a escravidão

Expo ao ar livre


  Independence Hall

  Agora sim a aula de história começa!!! rsrsrs.

  Primeiramente, é necessário ir até o Independece Visitor Center e retirar os ingressos para realizar a visita monitorada (ingressos com hora marcada e distribuídos gratuitamente). Você também pode reservar pela internet e pagar o valor de $ 1,50, pelo menos é mais garantido que você consiga um bom horário. O nosso ingresso pegamos lá mesmo, chegamos cedo e nem pegamos fila! 

  Cerca de 15 minutos antes do horário agendado, é bom já estar do lado esquerdo do Independence Hall, para que sejam passadas algumas informações.


Onde é retirado o ingresso para visitar o Independece Hall.

  A visita dura mais ou menos 30 minutos e é passada uma explicação bem completa sobre o encontro dos representantes dos 13 estados para a redação e assinatura da Constituição americana e da Independência.    

  O legal é que é permitido tirar fotos da antiga Corte e da sala onde foi assinada a Independência do país.

  Filadélfia também é conhecida por ter sido a primeira sede do congresso dos EUA, passado depois para Washington D.C em 1800.

  Vale a pena conhecer um pouco da história dos EUA :)







Suprema Corte 
Sala onde foi assinada a Independência e a Constituição

Ao fundo, a estátua de George Washington

  Espero voltar à Filadélfia e conhecer melhor a cidade. O passeio foi muito bom, me surpreendi com a história e com a cidade em si!





Bye Philadelphia :)

O vagão do silêncio é o melhor =)


  Informações:
  DDI: 1
  Código: 215
  Fuso-horário: -1h


  Até mais!!!


  Thais

Nenhum comentário:

Postar um comentário