quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Holambra - SP

  Holambra, conhecida como "cidade das flores", fica à 120 km de São Paulo. Em setembro de 2011, fiz a viagem de carro com a minha irmã e meu ex-cunhado e durou mais ou menos 2h. Fomos no sábado bem cedo para voltar no domingo. 

  Nosso maior objetivo era o de visitar a Expoflora, a maior feira de flores da América Latina! É realizada anualmente (às sextas, sábados e domingos), geralmente no mês de setembro, devido a Primavera, recebendo milhares de visitantes do Brasil inteiro!


Portal de entrada da cidade


Placa de Holambra



Sábado:

  Ficamos hospedados no Holambra Garden Hotel, que está localizado na Rota dos Imigrantes, 620, no Centro. O hotel é bem bacana, tem um ótimo chuveiro e a cama é boa, porém, o hotel não possui elevador, ou seja, subimos as malas na mão. A sorte é que o hotel só tem dois andares.


Holambra Garden Hotel
Meu quarto

O amendoim era grátis!!! rsrsrs



  Após deixarmos as malas no hotel, fomos logo comer um Pannekoek no Martin Holandesa, localizado na Rua Dória Vasconcelos, 15. O pannekoek é uma panqueca aberta, típica holandesa, coberta com queijo gouda e recheio de vários sabores, doces e salgadas. É tão grande, que nem consegui comer toda a panqueca! 
  
  Para completar o almoço, pedimos "Batata Cone" nada além de batata frita servida no cone!!! O restaurante fica pertinho do hotel, a poucos minutos de caminhada.


Pannekoek salgada: queijo gouda, champion e presunto.

  Após a refeição, fomos visitar a tão falada Expoflora  e a chuva de pétalas de rosas, que ocorre todos os dias da feira, às 16h30. São utilizadas 150 quilos de pétalas por dia.
  
  Na Expoflora se vende todos os tipos de flores, além de ter muita variedade de comida típica holandesa, mostra de paisagismo Minha Casa & Meu Jardim, exposição de arranjos florais, apresentação de dança holandesa, entre outras atrações. 
  
  A feira recebe todo ano mais de 300 mil turistas.


Expoflora 2011


Chuva de Pétalas



Árvore de tamanco holandês


Telefones ^.^

  Dentro da feira, é possível visitar o Museu Histórico-Cultural de Holambra, que conta toda a história da colonização holandesa na região, cheio de peças antigas, bem interessante. Por lá, comemos um delicioso Doce de Rosas no Zoet en Zout. Parece estranho, mas não é que o doce tinha mesmo o gosto de rosas!?
  
  A Expoflora fica aberta de sexta à domingo, das 9h às 19h e os ingressos custam R$ 32,00.   

Entrada do Museu Histórico-Cultural


Doce de Rosas


  À noite, fomos jantar no restaurante Casa Bela, que fica na Rua Dória Vasconcelos, 81, em frente à Martin Holandesa. O restaurante é bem aconchegante, com pouca luz e é muito movimentado. Pedimos um prato chamado Pirata do Sul, composto por um salsichão grelhado, purê de maçã e salada de batata. É de comer rezando :)


Prato: Pirata do Sul


Domingo:

  O café da manhã do hotel não é dos melhores, tem pouca variedade de pães, frutas e sucos, mas deu para comer bem. 
  
  Em São Paulo já havíamos reservado um city-tour com a Theos Turismo, para visitarmos uma propriedade privada de Gérberas, passeio pelos principais pontos turísticos da cidade, como os lagos Holandês, Brasileiro e Vitória-Régia e visita com parada para fotos no maior moinho da América Latina, o Moinho Holandês
  
  A visita ao Museu Histórico-Cultural de Holambra também está incluso, porém, como a Expoflora ocorre no mesmo espaço em que o museu está localizado, em setembro não é possível passar por ele.

Propriedade de Gérberas (Eu e  minha irmã Talita)
Gérbera

Lago Holandês

Moinho Holandês

  Com mais R$ 10,00 de cada turista, fomos visitar mais uma propriedade de flores, dessa vez, de Rosas Vermelhas. Diferente da Gérbera, que é plantada em um espaço fechado, as rosas são plantadas em um grande campo a céu aberto, é um lindo passeio!!! 
  
  O rapaz da Theos Turismo foi bem atencioso e chegou no hotel no horário marcado. O city tour tem duração de 1h15. No site deles tem outras opções de passeios por Holambra.

Propriedade de Rosas

  Antes de voltarmos para Sampa, fomos novamente no Martin Holandesa e pedimos um Didam, um hot dog típico holandês, feito com queijos gouda e prato, maionese temperada, batata palha e salsicha suína. Confesso que não gostei muito do dog, achei um pouco forte e a salsicha também não me agradou.


Didam

  Enfim, a viagem foi curta, mas muito gostosa. Deu para aproveitar bem, além de  conhecermos a cidade, comemos comidas típicas da Holanda!!!


  Informações
  DDD: 19
  Km: 120 km de SP


  Até mais!!!


  Thais

2 comentários:

  1. Muito legal o blog!!! Essa viagem foi uma delícia ^_^ bjinhos

    ResponderExcluir
  2. Valeu, foi mesmo!!! Haha, nunca vou esquecer a boa vontade do Diogo de nos levar a todos os lugares!!! kkk

    ResponderExcluir